Após doar rim para chefe, funcionária é demitida.

Debbie Stevens tem 47 anos e dois filhos para criar. Funcionária de uma concessionária na Flórida (EUA), a mulher se comoveu com o drama da chefe, que precisava com urgência de um transplante de rim. Em entrevista, Debbie afirmou que ofereceu o próprio órgão e, como ele não era compatível com o organismo de sua gestora, Jackie Brucia, foi feito um arranjo para que Debbie doasse o rim para outro paciente. Em troca, Jackie receberia o órgão de um doador compatível.

Advogado: Trabalhista, Cível, imobiliário e Família – 11 99396-7585

Os transplantes tiveram sucesso e Debbie resolveu retomar as atividades na empresa antes do prazo estipulado pelos médicos. A chefe ainda estava em casa se recuperando da cirurgia. Foi então que a doadora começou a passar mal por ter pulado o período de repouso. Seguindo conselhos médicos, Debbie faltou ao trabalho durante três dias, quando foi convocada por Jackie a comparecer com urgência na concessionária.

Lá chegando, Debbie e Jackie levaram um papo sério: a chefe comunicou que ela estava demitida pelos três dias de falta. Ela reforçou que ali era um ambiente de trabalho sério e que não poderia dedicar a Debbie um tratamento diferente do que os demais funcionários recebiam só porque ela ofereceu um rim para o transplante.

Compartilhe em suas redes sociais!

Advogado Imobiliário (documentação imobiliária, reintegração de posse, usucapião, retificação de área e de registro e interditos proibitórios). 1199396-7585

↑↑↑ O que você achou disso? Deixe seu comentário. ↑↑↑

Compartilhe
Comentários
Loading...